www.rcentro.com

 

 

 
 
  
Artigos » SociedadeTamanho da letra

Mortes nas estradas em Portugal

 
Já escrevi dezenas de artigos sobre este tema. Estou à beira de desistir, à beira de me convencer, finalmente, que não há nada a fazer.
 
Num desses artigos manifestava o meu espanto por num único fim-de-semana terem morrido 5 pessoas. Pois bem; desde esse fim-de-semana, já evoluímos bastante. Agora basta um único dia para morreram 5 pessoas nas estradas portuguesas.
 
Eis aqui a lista das vítimas de hoje, cortesia do JN:
“Sérgio morreu em Perafita, Matosinhos, Manuel Luís em Espinho. Ambos conduziam motos e faziam passeios. António Augusto morreu em Aradas, Aveiro. Andava a distribuir pão. Marco e Elizabete morreram na Marginal de Cascais, ao fim de uma noite de diversão. Um homem, por identificar, morreu atropelado por um carro desgovernado, na Costa da Caparica, Almada. Todos os acidentes registaram-se fora das auto-estradas.” (ler artigo completo)
 
Há 30 anos que acompanho este assunto das mortes nas estradas. Em 30 anos, o Estado português revelou-se incapaz de parar com esta tragédia. Mas as pessoas que estudam este tema sabem que os nossos vizinhos espanhóis resolveram este assunto.
 
A conclusão é óbvia. O problema tem solução; os portugueses não querem ou não sabem resolvê-lo. 

Carla Toste
 
 

 



 

Print Friendly and PDF

Artigos relacionados:

» Como coser um botão?


» Como jogar batalha naval?


» Como jogar à cabra cega?


» Como andar de bicicleta com segurança


» Quem é Mónica Silva (técnica superior do ICN)


» Maria João Ruela tem filhos?
Fonte:    2011-10-23
 
Voltar
  
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


» Contatos


siga-nos:

siga-nos nofacebook siga-nos no twitter rss